Quinoa com Shitake (4-6 porções)

A quinoa oferece cerca de 18 % de proteína, um valor superior ao de outros cereais, sendo que algumas variedades chegam a conter mais de 20 por cento. Este cereal é uma fonte completa de proteína, reunindo os oito aminoácidos essenciais, sobretudo metionina, cistina e lisina, cuja porção é o dobro da da aveia, o triplo da do milho e cinco vezes superior à do trigo.
É uma boa fonte de fibra, sendo ideal no combate à obesidade. O seu poder de saciedade é superior ao do arroz e do trigo. Pobre em gordura (contém cerca de 10 por cento), é rica em hidratos de carbono, cerca de 72 por cento, sob a forma de amido. Pode ser ingerida por doentes celíacos pois oferece pouco glúten.
O shitake dispensa apresentações. A espécie é, hoje em dia, o segundo cogumelo comestível mais consumido no mundo, incorporado desde há muito nos hábitos alimentares dos povos asiáticos. É altamente nutritivo, rico em proteínas, contendo em relação à matéria seca 17,5% de proteínas, com nove aminoácidos essenciais. Tem também importância medicinal, possuindo substâncias com propriedades medicinais para o tratamento e controlo da tensão arterial, redução do nível de colesterol, fortalecimento do sistema imunológico, e inibição do desenvolvimento de tumores, vírus e bactérias.



Ingredientes:

(para a Quinoa)
- 1 cháv. Quinoa
- 1 dente de alho
- Azeite q.b.
- 1 1/2 cháv. de ãgua a ferver
- 1/2 caldo de legumes (opcional)
- Sal q.b.

(Restante receita)
- 1 cenoura
- 1 cháv. de cogumelos shitake
- 1/2 cháv. tomates cherry
- 1/2 cháv. ervilhas
- 1/2 cháv. milho doce
- 1 c. café de sal
- Azeite, alho em pó e pimenta q.b.
- Coentros ou salsa para polvilhar

1. lavar a quinoa com água morna, mexer bem e coar. Repetir duas ou três vezes para renover a goma que confere o sabor amargo à quinoa.
2. Saltear alho inteiro e a quinoa num fio de azeite , durante 2 minutos, sem parar de mexer e até começar a agarrar. Juntar a água a ferver, o caldo de legumes e o sal, mexendo para dissolver o caldo. Tapar e deixar cozer em lume brando por 10 minutos, até absorver a água. Desligar o fogão, retirar o algo e manter tapado por mais 5 minutos.
3. Soltar os grãos da quinoa com um garfo e colocar numa recipiente.
4. Cortar a cenoura em rodelas finas, os cogumelos em pedaços (se forem baby, podem ir inteiros) e os tomates em quartos.
5. Levar uma frigideira ao lume com um fio de azeite e saltear a cenoura por 2 minutos. Juntar as ervilhas, os cogumelos e, quando estes "murcharem", o milho e o tomate. Envolver bem e temperar a gosto.
6. Colocar a mistura no recipiente com a quinoa e envolver bem. Polvilhe com salsa oi coentros.

Nota: pode servir-se como prato quente ou salada fria.

Esta refeição é rica em ferro, hidratos de carbono "do bem", ómega 3 e 6, magnésio, proteínas e cálcio.